você está em: Negócios / Carga fracionada: furgão ou chassi cabine?

Carga fracionada: furgão ou chassi cabine?

Veja a escolha mais adequada para a função

Carga fracionada: furgão ou chassi cabine?

Veículos utilitários de carga, como furgões e chassi cabine, são reconhecidos como eficientes para a logística urbana, seja para o transporte de carga fracionada porta a porta, seja para o trabalho de diversos empreendedores. Porém, as vezes há dúvidas na hora de escolher a praticidade de comprar um furgão ou ter o duplo trabalho de escolher um chassi cabine e depois o baú mais adequado.

Vamos analisar essa tarefa na escolha de modelos de até 3.500 kg de PBT (Peso Bruto Total), pois eles trazem vantagens como poder ser conduzido por motoristas com CNH categoria B e não estarem sujeitos à legislação de VUCs (Veículos Urbanos de Cargas) que precisam ser cadastrados na prefeitura a cada dois, e nem às restrições de circulação para caminhões. Além disso, como tem rodado simples no eixo traseiro, pagam o mesmo valor de pedágio dos automóveis. A partir de 3.501 kg já é considerado caminhão pela legislação, exigindo CNH C ou superior e está sujeito a maior burocracia.

Na edição de número 174, a TRANSPORTE MUNDIAL apresentou todas as opções do mercado de chassi cabine. Na edição 171, apresentamos o comparativo de furgões com PBT de 3.500 kg de até 8 m3 de capacidade volumétrica. Agora, vamos colocar os pontos que devemos ser levados em consideração antes de escolher furgão ou chassi cabine, e as vantagens e desvantagens de cada escolha.

Perfil da carga como ponto de partida

O primeiro passo é definir qual o volume de carga a ser transportado por viagem e o peso por metro cúbico. Isso vai ajudar na definição do modelo e as opções no mercado de veículo com PBT até 3.500 kg, que variam de R$ 86 mil até R$ 155 mil, já consideração a compra do baú no caso dos chassis cabine.

Se a necessidade de carga for de 1.500 kg e volume for no máximo de 6 m3, os novos furgões médios que chegaram ao mercado, como Citroën Jumpy, podem ser uma opção interessante. O preço está em torno dos R$ 86 mil, é só emplacar e colocar para trabalhar. Eles têm a vantagem de serem mais baixo do que os furgões de 8 m3 em diante por serem mais baixos e terem acesso a garagens, além do conforto de um automóvel para quem vai dirigir.

Fonte: Transporte Mundial.

Compartilhe: