você está em: Trânsito / Inspeção para veículos de transporte escolar já começou

Inspeção para veículos de transporte escolar já começou

As regras são estipuladas pelos municípios, mas seguem um padrão em todo o País

Inspeção para veículos de transporte escolar já começou
Inspeção é obrigatória e feitas duas vezes por ano para garantir a segurança dos transporte

Com a volta às aulas, já começou em todo o País a inspeção obrigatória para veículos de transporte escolar. As regras são estipuladas pelo Detran (Departamento Estadual de Trânsito) e Ciretrans (Circunscrições Regionais de Trânsito), assim como o calendário, mas seguem um padrão que começa com os veículos com placas terminadas em 1 e 2. A inspeção deve ser feita duas vezes por ano. Os veículos aprovados recebem um selo de qualidades

Conduzir o veículo sem portar a autorização para condução de escolares é infração grave, gerando multa de R$ 127,69 e a retenção do veículo até a regularização, de acordo com o artigo 230 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Além da inspeção os órgãos de trânsito locais cobram uma taxa anual de Registro e Autorização de Transporte Escolar. Estão inclusas as duas inspeções semestrais obrigatórias. Portanto, quem pagou na primeira inspeção, não precisará pagar novamente.

Exigências - Para circular de acordo com as normas do Código de Trânsito, os veículos do transporte escolar devem atender a uma séria de exigências. São elas:  registro como veículo de passageiros, equipamentos em ordem, pintura de faixa horizontal em amarelo como nome “ESCOLAR” em preto, além de tacógrafo (registrador de velocidade) com certificado do Inmetro. Também são vistoriados cintos de segurança em número igual à lotação. Todos os veículos destinados a Transporte Escolar devem possuir dispositivo de visibilidade dianteira e traseira, que podem ser espelhos retrovisores ou câmera de monitoramento.

Apenas motoristas habilitados nas categorias "D" ou "E" com idade acima de 21 anos podem dirigir esse tipo de transporte.  A licença também só é concedida a condutores que tenham sido aprovados em um curso especializado e que não tenham cometido quaisquer infrações grave ou gravíssima ou que não sejam reincidentes em infrações médias durante os últimos 12 meses. Para maiores informações entras em contato com as Ciretrans de cada município ou diretamente no Detran de cada estado.

 

 

Compartilhe: